Blog


CONSÓRCIO: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER DE FORMA DESCOMPLICADA

0

Você já chegou naquela fase da sua vida cuja preocupação com a realização de sonhos ou ampliação do seu patrimônio chega a tirar o seu sono, mas não sabe bem por onde começar? Se a sua resposta foi sim, este artigo foi escrito para você!

O mercado de consumo oferece inúmeras opções financeiras para que possamos adquirir bens ou contratar serviços, com planos e formatos que se adaptam a diferentes perfis e orçamentos.

Explicaremos aqui sobre uma dessas opções, o Consórcio, que apesar de ser uma das modalidades mais populares no Brasil, é visto muitas vezes como complexo – e até mesmo duvidoso – por muitas pessoas.

A grande verdade é que o Consórcio não chega nem perto disso; pelo contrário: ele é a melhor opção para quem deseja realizar uma compra programada e quer fugir dos altos juros que tornam os parcelamentos infinitos.

Um fator importante que não é destacado é que o Consórcio é bem mais que uma modalidade de compra. O sistema possui uma responsabilidade social considerável e é importante para a situação econômica atual do país, pois estimula o consumidor a ser mais consciente financeiramente, realizando planos a longo prazo e poupando, o que evita o endividamento excessivo.

Mas como eu sei se essa é a melhor opção?
Existem vários fatores a serem considerados, mas 3 características podem indicar se o Consórcio é uma boa opção para você, como dificuldades para se organizar financeiramente, não possuir o hábito de poupar e não ter tanta urgência em adquirir o que tanto deseja.

Se você chegou até aqui, e está enxergando aquela luz no final do túnel para realizar a compra que você tanto deseja, é importante, antes de tudo, que você entenda como todo este processo funciona. Vamos lá?

 

Como funciona o sistema de Consórcio?

O Consórcio nada mais é do que a união de pessoas, físicas ou jurídicas, que formam uma poupança comum destinada para a compra de algum bem específico, como por exemplo um automóvel ou imóvel.

Através do sistema de consórcio, é possível programar a compra poupando dinheiro mensalmente reunidos em grupos. Cada participante é chamado de Consorciado, representado por uma cota, passando a contribuir, por um prazo determinado, com parcelas que são destinadas a formar um fundo comum.

Quem cuida da administração do Grupo?

Os grupos ficam sob responsabilidade de uma Administradora, que é a empresa que cuidará e administrará todo esse processo até o final.

A administradora deve possuir uma autorização para atuação emitida pelo Banco Central do Brasil, que é o responsável por normatizar e fiscalizar o sistema de consórcios no Brasil, de acordo com a Lei nº 11.795/2008

A escolha da administradora é importante para garantir que todo o processo seja cumprido, então sempre pesquise sobre a empresa antes de fechar o seu contrato. Opte sempre por empresas com boa reputação e experiência no mercado, para evitar surpresas desagradáveis durante a vigência do grupo.

 

Como funciona a Contemplação?

Mensalmente, o consorciado pode ser contemplado, ou seja, pode receber o direito a utilizar parte deste fundo para a aquisição do bem pretendido.

Existem 2 formas para se conseguir a contemplação:
- Sorteio, que é realizado a cada Assembleia (reunião mensal de cada Grupo). Ele reflete a própria essência do consórcio;
- Lance, que é uma oferta de antecipação do pagamento de parte do valor total da sua cota, seguindo as regras do grupo estabelecidas no contrato.

Após a contemplação, o consorciado recebe uma Carta de Crédito, que será utilizada para a compra do bem. Além disso, o consorciado pode utilizar até 10% do valor para pagamento de taxas administrativas da compra.

 

O que é pago num Consórcio?

Sem dúvida, uma das grandes vantagens num plano de consórcio é a taxa de 0% de juros! Entretanto, é sempre importante entender o que está incluso dentro das parcelas mensais, como:
- Valor do bem ou Serviço, dividido integralmente de acordo com a duração de cada grupo
- Taxa administrativa, que é valor cobrado pela Administradora para realizar toda a gestão do grupo
- Fundo de reserva, que é um percentual destinado para garantir pleno funcionamento do consórcio em diversas situações, como por exemplo inadimplência. Caso haja caixa nesse fundo de reserva ao final do contrato, o valor é devolvido proporcionalmente aos consorciados
- Em algumas situações, a Administradora oferece um seguro para o consórcio, que varia de acordo com as condições previstas em contato. Este valor também estará embutido nas parcelas.

 

Como posso utilizar a Carta de Crédito?

Assim que for contemplado, você poderá utilizar o crédito para comprar qualquer bem pertencente à categoria do seu grupo de consórcio.

Caso você adquira um bem de valor inferior ao da Carta de Crédito, você poderá utilizar parte do valor para pagamento de despesas administrativas, quitação de prestações restantes, ou até mesmo recebimento da diferença em espécie (desde que as suas obrigações financeiras para com o grupo estejam totalmente quitadas).

Se o valor do bem for superior ao da carta de crédito, você poderá quitar a diferença com recursos próprios, lembrando que para a categoria de imóveis existe a p006Fssibilidade de utilizar o seu FGTS.

 

Ficou interessado e quer saber mais sobre a contratação de um Plano de Consórcio?

Para obter mais informações sobre a contratação de um Consórcio, acompanhe o nosso Blog, ou entre em contato para conversar com um de nossos especialistas.